Dracena, Segunda-Feira - 11 de Dezembro de 2017

Graduação: Turma de 2003 – UNOESTE – Psicologia

 

Pós Graduação – Liderança e Gestão de Talentos Humanos – CESD / Dracena

                               Trabalho Social com Famílias – INBRAPE – FECEA – Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana

                               Psicologia Clínica Comportamental – UniSãoPaulo – São Paulo

                               Terapia Famiiar – ASSESSO – Presidente Prudente

Entrevista:

1-      Psicóloga em qual especialidade?

Sou Psicóloga Comportamental, atuo em clínica particular. Fora do Consultório trabalho com fami

ílias em situações de vulnerabilidade.  Também sou professora da Fundec, tanto nos cursos técnicos quanto na graduação de Psicologia.

 

2-      Como surgiu a idéia de ser professora? Qual matéria?

Sempre gostei de falar muito (risos).  Assim que me formei surgiu um convite para ministrar uma aula no curso técnico da Fundec (CEP/UME) eu aceitei e gostei. Logo depois teve concurso para Professor e estou lá até hoje. Gosto muito da troca de informações. O contato com os alunos é muito gratificante, você tem um retorno imediato.

3-      Melhor ser Psicóloga ou Professora?

Pode responder os dois? Não deixo de ser Psicóloga nem quando sou Professora (risos). São duas profissões que traz muita satisfação.

4-      Alguém na família exerce essa profissão?

Psicóloga, não. Minha mãe é professora, hoje está aposentada. Quando eu era criança eu tinha uma lousa e brincava de professora (risos). Colocava algumas bonecas nas cadeiras e dava aula para elas, passava horas explicando a mesma matéria que tinha aprendido no dia (risos).

5-      O que mais alegra em sua profissão?

É gratificante o carinho dos alunos, saber que deixou um pouco de conhecimento a eles. É muita satisfação receber um abraço ou um olhar de agradecimento de todos os adolescentes e famílias que atendo no projeto onde trabalho. E sem contar na alegria de ver a evolução dos pacientes no consultório. Me alegro com tudo na minha profissão, pois tudo que faço é com muito amor e dedicação.

6-      O que mais aborrece em sua profissão?

Não diria aborrecimento, mas em algumas situações fico impaciente (risos).

 

7-      Um profissional da área que adimira?

Meus professores, entre eles a professora, psicóloga e doutora Elaine Catão de São Paulo que me auxilia sempre que preciso.

 

8-      Como é a rotina diária?

Nossa! Trabalho de manhã como Psicóloga com famílias em situações de vulnerabilidade. A tarde eu trabalho no consultório e a noite eu dou aula e supervisão de estágio.

 

9-      Dra. Daniela por Dra. Daniela

Mesmo com essa aparência delicada, meiga, frágil, me considero uma pessoa muito forte, uma profissional muito determinada. Dificilmente desisto do que quero, mesmo que pareça impossível vou até o fim para conseguir.

 

10-  Alguém que influenciou na escolha da profissão?

Não. Sempre gostei de ler muito, dessa forma a psicologia sempre chamou minha atenção.

 

11-  O que faz para relaxar nos momentos de folga?

Encontro com as amigas. Brinco um monte com meu sobrinho, corro pela casa, me transformo em dinossauro, dragão e assim eu relaxo um pouco (risos) Sei que falta uma atividade física e eu sinto falta disso, mas ainda não consegui organizar meu horário para voltar a academia.

 

12-  O que mais gosta de fazer?

Acordar bem devagar, tomar café da manha de pijama, assistir filme, ler romances, entrar no facebook (risos)....

 

13-  O que mais detesta?

Mau humor.

 

 

 

  • Páginas :
  • «
  • 1
  • 2
  • Publicidade
    © 2013 | Valdomiro Nunes | Todos os Direitos Reservados
    Desenvolvido por: abcRede Telecom