Dracena, Sexta - 17 de Agosto de 2018
Região:criadores de cavalos quarto-de-milha propõe lei que regulamenta grandes eventos ligados à raça SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO       Criadores de cavalos quarto-de-milha propõe lei que regulamenta grandes eventos ligados à raça   O prefeito Nelson Bugalho e o secretário municipal de desenvolvimento econômico, Carlos Casa Grande receberam  nesta quinta-feira (16/8), no gabinete do Paço Municipal “ Florivaldo Leal”,  uma comissão formada por criadores de cavalo quarto-de-milha e empresários de Presidente Prudente. A visita foi acompanhada pelo vereador Demerson da Saúde, vice-presidente da Câmara. Durante a visita a comissão formalizou um pedido ao prefeito, para que seja criada uma lei que dê segurança jurídica para a realização em Presidente Prudente de grandes eventos ligados  à raça,  como o Campeonato Nacional , Congressos,  que atraem visitantes de todo o país e movimentam a economia.O prefeito disse que vai estudar a proposta do grupo. “ Precisamos ter uma lei que regulamente a realização destes eventos no município,  que demandam grandes investimentos e que atraem muitos visitantes e criadores. Queremos resgatar a importância que o cavalo quarto-de-milha sempre teve na região, que é o berço da raça no país”, disse o criador Gilmar Garcia , que é Conselheiro da ABQM , Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Quarto de Milha. O vereador Demerson da Saúde, vice - presidente da Câmara, disse que  acompanhou o grupo para  ouvir as reivindicações e para receber informações mais detalhadas  sobre a proposta da comissão. Participaram da reunião os representantes do Rancho Quarto-de- Milha, Adilson José de Almeida e Márcio Cardoso, o pecuarista Augusto Medeiro, o promotor de provas Issao Kusahara,  e o assessor de secretaria da Sedepp  Luiz Henrique Miguel Ferrreira.   Foto: Ananias Pinheiro
TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro   São 1.654 vagas, incluindo presidente, governador, senador e deputado   Por Luiza Damé - Repórter da Agência Brasil  Brasília Mais de 23 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros, segundo dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Encerrado o prazo para registrar as candidaturas, 13 nomes se apresentaram para disputar o Palácio do Planalto em outubro. Para governador, segundo a última atualização do Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas, 171 candidatos pediram registro. Desses, 17 disputam a reeleição. O PSOL foi o partido que lançou o maior número de candidatos a governador, seguido do PSTU e do PT. O TSE contabiliza até agora 6.982 candidatos para disputar as 513 vagas de deputado federal. Para deputado estadual e distrital, são 15.605 concorrentes a 1.059 vagas nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Mais 295 concorrem a 54 cadeiras no Senado. Considerando o total de 23.812 candidatos a todos os cargos em disputa nas eleições de outubro, o PSL foi o partido que apresentou o maior número de concorrentes (1.259), seguido do PSOL (1.201), do PT (1.075) e do MDB (1.009). Desse contingente, 30,6% são mulheres, cumprindo a meta prevista na legislação. Quase a metade dos candidatos têm ensino superior e 55% são casados. A maioria tem entre 35 e 59 anos de idade, mas há 50 candidatos na faixa de 80 a 84 anos. O total de candidatos em 2018 é menor que o registrado em 2014 (26.162). Os dados podem sofrer ajustes conforme a Justiça Eleitoral vá julgando os pedidos de registro.
Câmara de Dracena apresenta Moção de Protesto contra a descriminalização do aborto no STF   Segundo os vereadores, ADPF 442 fere a separação entre os poderes e causa desequilíbrio na democracia       A 23ª sessão ordinária foi realizada na segunda-feira (13), na Casa de Leis. Sem projetos a serem discutidos na Ordem do Dia, os vereadores apresentaram seus requerimentos e  indicações e fizeram uso da Tribuna.   Entre os requerimentos, está o de n.° 466/18, apresentado com assinatura de todos os vereadores, de Moção de Protesto à Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442.   A ADPF 442 é de iniciativa do PSOL e foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) em 2017. O objetivo é de descriminalizar o aborto até a 12ª semana de gestação, além da exclusão dos artigos 124 e 126 do Código Penal, que criminalizam a interrupção da gravidez tanto para a mulher, quanto para quem a ajuda a abortar.   “Somos a favor da vida”, manifestou-se o vereador Célio Ferregutti durante a discussão do requerimento. De acordo com a Moção, a ADPF 442 é um tipo de ativismo judicial e desequilibra a democracia, pois “o Judiciário passa a tomar o lugar do Legislativo e as pautas mais polêmicas deixam de ser objeto dos debates políticos, e passam a ser decididas nos gabinetes dos ministros.”   Atualmente, aborto é permitido no Brasil em três casos: se a gestação representa risco à vida da mulher, se ela for consequência de um estupro ou nos casos em que o feto é anencéfalo (sem cérebro).   Na sessão, foram apresentados ao todo 27 requerimentos e 27 indicações. A próxima sessão ordinária será realizada na segunda-feira (20), na Casa de Leis, com transmissão ao vivo pelo rádio e pela TV Câmara no Facebook.       Talita Villalba Assessora de Imprensa 3821-1800 (ramal 210)  www.camaradracena.sp.gov.br Câmara Municipal de Dracena