Dracena, Terça - 11 de Dezembro de 2018
Decoração natalina é retirada da Praça Arthur Pagnozzi antes de ser inaugurada.Valor total seria dd R$67mil     Na tarde de ontem, 10, a Prefeitura de Dracena retirou a Casinha do Papai Noel da Praça Arthur Pagnozzi, os demais enfeites já haviam sido retirados da praça na tarde de sábado, 8, antes do desfile cívico de aniversário. De acordo com a programação do 73º aniversário de Dracena divulgada pela Prefeitura, a decoração natalina seria inaugurada na Praça Arthur Pagnozzi, após o desfile. Sem decoração não houve inauguração. Ainda na tarde de sábado, 8, horas antes do desfile cívico, a Prefeitura enviou nota oficial comunicando a imprensa sobre a rescisão de contrato com a empresa que faria e instalações de enfeites natalinos para diversos pontos da cidade. Segue a nota na íntegra enviada no sábado. “A Prefeitura de Dracena realizou processo licitatório, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, com contrato objetivando a locação e instalações, respectivamente, de enfeites natalinos para diversos pontos da cidade. Porém, a empresa contratada, não realizou a entrega na última quarta-feira (05), conforme previsto no contrato, e foi notificada para que cumprisse com as cláusulas contratuais até a última sexta-feira (07), o que não ocorreu. Adendo ao fato, a empresa contratada terceirizou os serviços de instalação, sem prévia comunicação a Prefeitura, descumprindo mais uma cláusula contratual. Pelo o ocorrido, a municipalidade rescindiu o referido contrato, com posteriores penalidades previstas à empresa contratada. A Prefeitura lamenta o ocorrido, mas além das providências legais, irá também providenciar uma decoração alternativa para celebrar junto a população as festas de final de ano”, termina a nota enviada na tarde de sábado. Nas redes sociais, o assunto rendeu muita repercussão no fim de semana em razão de vídeo divulgando os valores contratados pela Prefeitura pela locação das peças de decoração. Destes, o que mais chamava a atenção foi o valor da locação da Casinha do Papai Noel durante o período de 30 dias por R$ 21 mil. Ontem, a reportagem do Jornal e Portal Regional entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura para saber se a chegada do Papai Noel prevista para amanhã, 12, na Praça Arthur Pagnozzi, conforme a programação de aniversário será mesmo realizada, além da confirmação de outras informações. Em nota, a Prefeitura informou que fará uma decoração natalina na Praça Arthur Pagnozzi com os materiais já existentes na municipalidade e que um novo espaço para que o Papai Noel atenda as crianças será montado até a próxima sexta-feira, 14. A casinha do Papai Noel quando estava sendo montada na Praça Arthur Pagnozzi (Cedida/Marcos Maia) Também informou que a decoração da Praça, do Paço Municipal e do trevo a Avenida José Bonifácio começou a ser retirada no sábado e o serviço foi concluído ontem e que não haverá inauguração da decoração, que estava programada para sábado e que devido ao ocorrido, a cerimônia foi cancelada. Ainda de acordo com a nota, o valor do contrato foi de aproximadamente R$ 67 mil – para locação da casinha do Papai Noel e demais peças decorativas – e a Prefeitura não pagará nada pelo serviço já que o contrato foi rescindido, esclareceu a nota. Sobre a chegada do Papai Noel amanhã, na Praça Arthur Pagnozzi, a Prefeitura orientou o contato com a Associação Comercial e Empresarial de Dracena e a informação preliminar foi que até o fechamento desta matéria por volta das 18h ainda não havia nada definido.
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus       Por Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil  Brasília A Polícia Civil e o Ministério Público de Goiás (MP-GO) criarão forças-tarefas especiais para apurar as denúncias de abuso sexual envolvendo o médium João Teixeira de Faria, conhecido internacionalmente como João de Deus. A Polícia Civil deve definir a quantidade de delegados e agentes que atuarão no caso durante reunião convocada pelo delegado-geral André Fernandes para as 16h30 de hoje (10), em Goiânia. A assessoria de imprensa confirmou à Agência Brasil que a instituição já havia instaurado inquéritos para investigar acusações apresentadas por frequentadoras da Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), mas que as denúncias se avolumaram depois que o caso se tornou público, sendo divulgado na imprensa. A criação da força-tarefa se deve à complexidade do caso. Já o Ministério Público goiano pretende atuar em conjunto com promotores de outras unidades da federação onde residam mulheres que afirmem ter sido vítimas de abusos sexuais supostamente cometidos pelo médium. As primeiras denunciantes devem começar a ser ouvidas amanhã (11). O escândalo envolvendo João de Deus veio à tona na última sexta-feira (7), quando o programa Conversa com Bial, da TV Globo, veiculou o relato de várias mulheres que afirmam terem sido vítimas do médium. Segundo os relatos, João de Deus as teria levado para cômodos isolados do centro espírita e as molestado, acariciando seus corpos. Algumas mulheres garantem que o médium chegou a expor seu pênis, forçando-as a tocá-lo a pretexto de curá-las. A reportagem ainda não conseguiu contato com o médium e com seus advogados. Desde ontem (9), ninguém atende os telefones de contato divulgados na página da Casa Dom Inácio de Loyola, na internet. Em nota divulgada no sábado (8), a Federação Espírita Brasileira afirma que o espiritismo orienta que o serviço espiritual não deve ocorrer isoladamente, apenas com a presença do médium e da pessoa assistida. Além disso, a entidade informa que “não recomenda a atividade individual de médiuns que atuem por conta própria” que, portanto, “não estão vinculados ao movimento espírita, nem seguindo sua orientação”.
Polícia Rodoviária apreende droga com morador de Paulicéia: contra ele havia mandado de prisão   Por  portalregional  - 7 de dezembro de 2018 0 178     Em fiscalização de combate ao narcotráfico e demais ilícitos penais na SP 294, Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, altura do quilômetro 681, no município de Paulicéia, por volta das 11h50, desta sexta-feira, a equipe de apoio operacional do Policiamento Rodoviário de Adamantina, abordo uma Scania vermelha, do município de Paulicéia. O veículo transitava no sentido Mato Grosso do Sul a SP, trazendo em seu interior três ocupantes, que durante a fiscalização e busca pessoal, com um deles, na ocasião um passageiro, foi localizado em seu bolso dianteiro direito da calça que vestia, uma porção de maconha bem como um cigarro da mesma droga, ainda em meio à fiscalização, no momento da pesquisa de seus documentos (número RG), ficou constatado que havia um mandado de prisão aberto em seu desfavor. Diante dos fatos, a droga e o mesmo foram encaminhados ao plantão de polícia Judiciária de Paulicéia, por lá novamente foram feitas novas pesquisas, onde também pôde se constatar várias passagens criminais, dentre elas tentativa de homicídio, receptação e de pensão alimentícia, sendo esta última o motivo de sua prisão, quanto à droga apreendida com o referido passageiro, após pesada totalizou cinco gramas. O passageiro de 44 anos, casado, soldador, morador de Paulicéia, alegou que adquiriu a droga na cidade Panorama, na praça central, através de um desconhecido, quanto ao mandado de prisão em seu desfavor, alegou desconhecimento, pois acreditava estar quite com a pensão que recentemente havia pago. A droga foi apreendida, e o autor permaneceu preso naquela delegacia à disposição da Justiça.